Conheça os quadros do programa Caldeirão do Huck

O Caldeirão do Huck é um dos programas mais tradicionais da Rede Globo de televisão e é transmitido todos os sábados. O programa é conhecido principalmente por ter quadros bem interativos, que em sua maioria, promovem prêmios para os participantes. Quer conhecer quais os quadros estão rolando atualmente no entretenimento? Confira as informações a seguir e conheça um pouco mais sobre o Caldeirão do Huck:

Promoção Caldeirão Ypê

Vamos começar falando de um momento bem esperado do programa Caldeirão do Huck: a Promoção Ypê. O Caldeirão em parceria com a marca lançou uma grande oportunidade para que o público possa ganhar prêmios e até dinheiro!

Para isso, é necessário participar do cadastro na promoção Caldeirão Ypê 2020 através do site, registrar a sua compra e concorrer!

O processo é simples e estará sendo televisionado pela Rede Globo no programa do Huck assim que as inscrições forem encerrados.

Lar Doce Lar

Uma outra oportunidade imperdível e que já chegou a mudar a vida de muitos brasileiros é o quadro Lar Doce Lar. A equipe do Caldeirão avalia diferentes histórias para selecionar uma família que precise de uma reforma em sua casa. Quem quer participar, deverá enviar a sua história para o site oficial do programa e aguardar a avaliação da equipe.

Se a família for selecionado, terá a sua casa totalmente reformada pelo programa, necessitando somente passar por uma prova dinâmica no palco do caldeirão.

Quem quer ser um milionário?

O Quem quer ser um milionário é, sem dúvidas, um dos quadros favoritos do programa e tem rendido uma boa audiência para o Caldeirão do Huck. No quadro, os participantes selecionados precisam passar por várias fases de perguntas fáceis e difíceis.

Durante o processo, existem recursos que podem ajudar o participante a chegar no prêmio de R$1 milhão de reais. Várias pessoas já passaram pelo palco e conquistaram seus minutinhos de fama.

Vale a pena mencionar que as perguntas são baseadas em conhecimentos gerais do participante e que o mesmo pode deixar o palco com algum valor abaixo de R$1 milhão mesmo se não ganhar.

Lata Velha

Uma outra parte do programa que realmente emociona os brasileiros é o quadro Lata Velha, no qual conhecemos pessoas que possuem uma história de amor com o seu veículo.

A equipe que seleciona os candidatos escolhe as melhores histórias de amor entre dono e caro, e promove uma mudança radical na lata velha.

Como o jovem pode se preparar para o mercado de trabalho?

O mercado de trabalho é exigente e com a recente crise econômica, se tornou ainda mais concorrido. Por isso, os jovens que estão cursando ou concluindo o ensino médio, querem saber como é possível estar preparado para esse modelo de concorrência sem estar dispondo de tanta capacitação.

Para o jovem que quer ingressar no mercado de trabalho, a palavra é: capacitação. Não dispor de tanta experiência pode ser uma desvantagem, mas também pode ser o seu grande diferencial.

Além disso, vale mencionar que existem alguns programas que dispõem dessas duas habilidade: a capacitação e a experiência. Essas inciativas promovem cursos e trabalho monitorado para que o jovem possa desenvolver as habilidades necessárias para o mercado.

Você já ouviu falar no programa Menor AprendizEssa proposta surgiu há alguns anos e visa capacitar esses jovens para que possam trilhar a sua carreira.

O programa exige que grandes empresas dediquem uma porcentagem de suas vagas de empreso a esse público, sendo responsáveis por capacitá-los e ensiná-los o trabalho diariamente.

Esse projeto proporcionou uma nova categoria de trabalhador, com contrato diferente e alguns direitos especiais. O Jovem Aprendiz, como também é chamado, exerce seus cargos através da carteira de trabalho assinada.

Vale mencionar que esses funcionários podem trabalhar, no máximo, 6 horas por dia e a sua carga horária não pode interferir nos seus estudos.

Quem ficou interessado, vai gostar de saber que as inscrições Jovem Aprendiz 2020 estão no ar e essa pode ser a sua grande chance de começar a trabalhar em uma empresa renomada e ganhar experiência no seu currículo.

As oportunidades são muitas e vão desde as instituições financeiras, como o Banco do Brasil e o Itaú, até a grandes supermercados como o Extra e as Lojas Americanas.

Uma outra dica é optar por instituições que saibam aplicar teoria e prática igualmente para seus estudantes. Temos como exemplo dessas propostas as instituições do Sistema S.

Essas escolas técnicas oferecem curso de até dois anos, que através de programas do governo podem até sair sem nenhum custo para os estudantes.

Além do curso, as instituições proporcionam serviço e remuneração para os profissionais dentro da sua própria área, trazendo a experiência do trabalho para esses jovens.

Vale a pena conferir melhor o projeto do Sistema S e investir nessa área, assim você pode sair do curso, apto para atuar e concorrer no mercado de trabalho.

Vale a pena fazer o curso de educação física? Áreas onde atuar

Você já deve ter notado que muitas pessoas estão optando por seguir a área de Educação Física. De acordo com números divulgados pelas instituições, o curso de Educação Física está recebendo cada vez mais estudantes.

Considerando essa quantidade de pessoas cursando a área, será que vale mesmo a pena começar um curso de Educação Física? Saiba a seguir como funciona, se vale a pena e onde o profissional do curso pode atuar:

O curso de Educação Física

O curso de Educação Física é possível no nível superior, ou seja, como uma graduação. Quem optar pela área, deverá estar preparado para se formar em cerca de 4 anos, podendo se estender em casos especiais.

Nem todo mundo sabe, mas o curso de Educação Física pode ser realizado em duas modalidades: bacharelado ou licenciatura. É importante enfatizar que esses dois viés são fundamentais para definir a área de atuação do formando deste curso.

Quem está pensando em começar essa graduação, vai gostar de saber que existem muitas oportunidades para você conseguir acesso facilitado a universidade.

Estamos falando de programas como o Prouni e o Sisu, que oferecem bolsas de estudo para os estudantes que participaram do Exame Nacional do Ensino Médio e obtiveram boas notas.

Para tanto, é necessário superar a nota de corte de Educação Física. Então, não deixe de conferir a nota de corte SISU Unicamp para saber quanto você precisa tirar no Enem.

Vale a pena?

Mas afinal, vale a pena começar a graduação em Educação Física? Com tantos estudantes se formando na área, é normal se questionar se o índice de empregabilidade vai ser equivalente a quantidade de pessoas com um diploma na área.

Bem, o que podemos afirmar em relação a isso é que também existem muitas opções de atuação de trabalho para quem está nessa área do mercado.

O que é interessante para os estudantes de Educação Física é pesquisar o seu mercado local e verificar a localização das melhores oportunidades de carreira.

Onde atuar?

Como mencionado, o curso de Educação Física pode ser efetuado tanto na forma de licenciatura como na forma de bacharelado, o que será fundamental para definir o campo de atuação do profissional.

Quem optar por licenciatura estará apto para atuar em instituições de ensino da educação básica em todos os níveis, desde o ensino fundamental ao ensino médio. O mesmo também atua em escolas de dança e academias na condição de professor.

Enquanto isso, o profissional que se formar em bacharelado poderá atuar supervisionando a prática de esportes ou exercícios físicos em diferentes espaços.

Saiba como é possível estudar em outro país com bolsa estudantil

Estudar fora do país pode parecer um sonho bem distante, mas você sabia que existem alumas formas de você conseguir essa proeza? Se você sonha em morar fora do país e começar o curso dos seus sonhos, é preciso bastante preparação e estudo. Veja a seguir quais recursos você pode usar:

O método mais utilizado para ingressar no ensino superior em nosso país é o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). Através da participação no concurso, os estudantes podem inscrever a sua nota nos sistemas de distribuição de vagas: SISU e PROUNIA.

O que nem todo mundo sabe é que é possível utilizar o recurso do Enem para estudar em universidades fora do país. Apenas algumas instituições estão participando, então como garantir a sua vaga nas instituições através do ENEM 2020?

Em primeiro lugar, é preciso se certificar das possibilidades que se enquadrem no seu perfil. Para ajudar você, separamos algumas opções por país. Veja abaixo:

Reino Unido

  • Universidade de Bristol
  • Universidade de Oxford

Portugal

  • Universidade de Coimbra
  • Universidade da Madeira
  • Instituto Politécnico de Leiria
  • Universidade de Lisboa
  • Universidade dos Açores

Irlanda

  • University College Cork

Canadá

  • Universidade de Toronto

Mas é importante ressaltar que em alguns casos, como é para as universidades do Reino Unido, é necessário realizar também o vestibular local. Além disso, é necessário comprovar proficiência no inglês para poder garantir o ingresso nas instituições.

Essas vagas são bastante concorridas e para aplicar para elas, é necessário ter uma alta pontuação. O exame é realizado tradicionalmente, como todos os estudantes.

Portanto, os estudantes interessados devem se preparar para o Enem. O exame é realizado em dois domingos consecutivos de novembro.

Além das 180 questões divididas entre as matérias do ensino médio, o candidato também precisa realizar a prova de redação do Enem de acordo com a proposta estabelecida.

Essa etapa do exame é muito importante para a sua aprovação e garante uma porcentagem da sua nota. O problema é que não é possível prever qual será o tema da redação.

Entretanto vale lembrar que você pode conferir possíveis temas redação ENEM 2020. Assim, o estudante pode ler um pouco sobre as possibilidades e estar preparado.

Vale mencionar que as bolsas de estudo ofertadas, na maioria das vezes, cobrem apenas uma parte dos gastos. Por isso, quem for aprovado deve precisar desembolsar ainda o resto das despesas. No geral, os valores variam de acordo com a instituição e com o país de destino.

Scroll to top