Como o jovem pode se preparar para o mercado de trabalho?

O mercado de trabalho é exigente e com a recente crise econômica, se tornou ainda mais concorrido. Por isso, os jovens que estão cursando ou concluindo o ensino médio, querem saber como é possível estar preparado para esse modelo de concorrência sem estar dispondo de tanta capacitação.

Para o jovem que quer ingressar no mercado de trabalho, a palavra é: capacitação. Não dispor de tanta experiência pode ser uma desvantagem, mas também pode ser o seu grande diferencial.

Além disso, vale mencionar que existem alguns programas que dispõem dessas duas habilidade: a capacitação e a experiência. Essas inciativas promovem cursos e trabalho monitorado para que o jovem possa desenvolver as habilidades necessárias para o mercado.

Você já ouviu falar no programa Menor AprendizEssa proposta surgiu há alguns anos e visa capacitar esses jovens para que possam trilhar a sua carreira.

O programa exige que grandes empresas dediquem uma porcentagem de suas vagas de empreso a esse público, sendo responsáveis por capacitá-los e ensiná-los o trabalho diariamente.

Esse projeto proporcionou uma nova categoria de trabalhador, com contrato diferente e alguns direitos especiais. O Jovem Aprendiz, como também é chamado, exerce seus cargos através da carteira de trabalho assinada.

Vale mencionar que esses funcionários podem trabalhar, no máximo, 6 horas por dia e a sua carga horária não pode interferir nos seus estudos.

Quem ficou interessado, vai gostar de saber que as inscrições Jovem Aprendiz 2020 estão no ar e essa pode ser a sua grande chance de começar a trabalhar em uma empresa renomada e ganhar experiência no seu currículo.

As oportunidades são muitas e vão desde as instituições financeiras, como o Banco do Brasil e o Itaú, até a grandes supermercados como o Extra e as Lojas Americanas.

Uma outra dica é optar por instituições que saibam aplicar teoria e prática igualmente para seus estudantes. Temos como exemplo dessas propostas as instituições do Sistema S.

Essas escolas técnicas oferecem curso de até dois anos, que através de programas do governo podem até sair sem nenhum custo para os estudantes.

Além do curso, as instituições proporcionam serviço e remuneração para os profissionais dentro da sua própria área, trazendo a experiência do trabalho para esses jovens.

Vale a pena conferir melhor o projeto do Sistema S e investir nessa área, assim você pode sair do curso, apto para atuar e concorrer no mercado de trabalho.

Scroll to top